Artigos

Formigas e os prejuízos em equipamentos eletrônicos

Quem nunca fez alguma das refeições na frente do computador e, acidentalmente, deixou cair migalhas no teclado? Quem nunca manuseou um controle remoto com as mãos sujas de gordura ou algum resto de doce? Provavelmente você vai se identificar com todas essas perguntas. Se sim, você certamente já observou em sua residência ou escritório uma grande quantidade de formigas de diversos tamanhos passeando pelas tomadas, videogame, impressoras, computador, cafeteiras e demais equipamentos. Muitas vezes, o problema pode ser tão grave que chega a causar danos ou curtos nos circuitos internos, hardwares e periféricos, levando a necessidade de manutenção.

O fato costuma ser observado com mais frequência nos meses de frios, que variam conforme a região. Como ficam ligados na tomada, esses aparelhos ficam mais aquecidos que os ambientes externos, e atraem as formigas que se aproveitam do ambiente “agradável e quentinho” para se reproduzir. Vale registrar que, em menor incidência, também registram-se alguns casos de prejuízos elétricos ocasionados por roedores, uma vez que estes também fazem seus ninhos e tocas em buracos e muitas vezes dentro das paredes.

“Os equipamentos eletrônicos proporcionam um ambiente protegido, aquecido e escuro, sendo propícios para a postura de ovos, por exemplo. Seus ninhos, ou até mesmo os detritos e carcaças podem prejudicar o isolamento das placas eletrônicas fechando curto-circuitos entre seus componentes. Quaisquer equipamentos que possuam circuitos eletrônicos, de computadores a sistemas de prevenção a incêndios, podem apresentar mau funcionamento ou deterioração total nessas condições”, explica a engenheira eletricista, Aniela Mendes.

De forma geral, o que prejudica os circuitos internos é a intrusão de pequenos detritos carregados por elas, ou até mesmo a grande quantidade de água que possuem em seus corpos, que eventualmente “molham” a parte interna dos aparelhos. Uma migalha de alimento carregada para dentro de uma placa de vídeo, por exemplo, pode tocar em duas extremidades que deveriam ser mantidas isoladas, prejudicar um sistema de ventilação ou causar um aquecimento e, consequentemente, um curto.

A engenheira explica que o prejuízo pode ser tão grande que, um levantamento realizado no Texas, Estados Unidos, indicou prejuízos da ordem de 146 milhões de dólares por ano, apenas nesse estado. E para falhas dessa natureza, os danos podem suplantar a questão financeira. “Em 2015 houve uma falha no sistema de freios de um trem de passageiros em Mumbai, Índia, devido a uma infestação por formigas que roeram a fiação do sistema elétrico que o alimenta”, relata.

Essa é apenas uma das razões pelas quais é importante investir na dedetização de ambientes, principalmente escritórios, ambientes alimentares, hospitais ou locais com grande concentração de equipamentos elétricos e eletrônicos. Além de ser a maneira mais segura, é o procedimento mais eficaz para combater uma das pragas que mais incomoda e causa prejuízos ao patrimônio.

Além disso, a longo prazo, o custo x benefício de uma dedetização tende a ser muito mais vantajoso, uma vez que a necessidade de levar os aparelhos para manutenção nas autorizadas de assistência técnica demanda muito tempo, deslocamento, consultas, dinheiro e a eterna incerteza sobre as indesejáveis hóspedes voltarem ou não.