Artigos

Combate a escorpiões

Uma das pragas que mais assusta e causa dúvidas entre a população são os escorpiões. Até dentro de empresas que afirmam lidar com esse tipo de animal, é comum o registro de divergências e informações desencontradas. Além disso, é fácil encontrar na internet uma série de receitas caseiras e sugestões de ações sem nenhum tipo de eficácia que podem confundir o consumidor. Pensando nisso, a Dedetizadora Brasil elaborou este artigo com o intuito de esclarecer e orientar sobre o extermínio do animal.

Em todo o Brasil, mais de 100 mil acidentes e 200 mortes por envenenamento causado por animais peçonhentos são registradas todos os anos. Dados do Ministério da Saúde mostram que dentre as regiões o Nordeste é o campeão em registros devido ao clima úmido e abafado que favorece esse tipo de animal. Em seguida, aparecem as regiões Sudeste, Norte, Centro-Oeste e Sul, nesta ordem.

Um dos principais mitos responsável pela confusão de informações refere-se à ligação das baratas com os escorpiões. Muitas empresas alegam que o mesmo veneno aplicado para as baratas irá matar os aracnídeos, o que não é verdade. Do outro lado da moeda, observa-se também a crença de que os escorpiões seriam atraídos para locais onde as baratas vivem, uma vez que se alimentam delas. Sendo assim, uma vez que as baratas fossem exterminadas, estes morreriam também por consequência, o que não ocorre, visto que os escorpiões podem sobreviver por até seis meses sem alimento.

Por parte dos órgãos reguladores, também há muita divergência sobre o tema. Circula por aí uma informação de que a dedetização não seria recomendada, uma vez que a aplicação do veneno tende a “irritar” os escorpiões, desalojando-os e aumentando a ocorrência de acidentes. A Dedetizadora Brasil esclarece que esta informação improcede, uma vez que o veneno utilizado por nossa equipe é registrado e aprovado pelo próprio Ministério da Saúde, que inclusive orienta o combate à praga, uma vez que o produto aplicado é indetectável pelo aracnídeo.

Como funciona?

O veneno aplicado pela Dedetizadora Brasil atua sobre os receptores elétricos do sistema nervoso do escorpião de forma lenta e gradual, evitando que ele perceba que está intoxicado. Assim, o animal não apresenta nenhum tipo de comportamento alterado e arisco, minimizando a possibilidade de ataques. É importante lembrar que dias após a aplicação do veneno, é comum observar no local ainda alguns escorpiões vivos, porém debilitados e com comportamento retraído, ainda sob efeito do veneno.

Por serem animais de hábitos noturnos, os escorpiões costumam se esconder durante o dia, buscando geralmente restos de entulho e material de construção, troncos de árvores, cascas, fendas, madeiras empilhadas e qualquer tipo de lixo doméstico acumulado. Costumam ser mais ativos durante os meses mais quentes do ano, porém, em época de chuvas podem sair em busca de abrigo em áreas secas.

Para evitar o aparecimento destes aracnídeos, recomenda-se que sejam mantidas sempre limpas as áreas de quintal e jardim, evitando qualquer tipo de acúmulo de entulho e folhagens, tampar ralos, pias e tanques com redes próprias, observar com cuidados panos de chão, roupas e calçados antes de utilizá-los, rebocar muros e paredes para evitar que os animais utilizem as frestas e vãos como abrigos e manter sempre bem cuidadas as plantas ornamentais muito densas e que acumulam água, pois estas podem servir de fonte para o animal.